Se não encontrar o filme nos informe clicando aqui para adicionarmos para você.

Tudo Por Amor ao Cinema

(Tudo Por Amor ao Cinema)

2014
1h38min
DocumentárioHomeDocumentário
12
Assitir Trailer
3
Uma cinebiografia de Cosme Alves Netto. Ele fez dos filmes a história da sua vida!Tudo Por Amor Ao Cinema é uma cinebiografia de Cosme Alves Netto (1937-1996), e integra a trilogia sobre o cinema brasileiro que o cineasta Aurélio Michiles vem realizando desde Que Viva Glauber! (1991) - filme este que foi seguido por O Cineasta da Selva (1997), onde vida e obra de Silvino Santos (1886-1970), um dos pioneiros do cinema mundial, foram reveladas. No filme trazemos a público o legado de um dos personagens mais importantes do cinema nacional, hoje desconhecido. Em 1965, Cosme assumiu a curadoria da Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, onde esteve por mais de duas décadas; quando fez dessa instituição não apenas um lugar onde os filmes eram guardados, e sim, um espaço de livre manifestação e guarda clandestina de filmes perseguidos pela ditadura - que, coincidentemente ou não, durou o período (1964-1985) em que Cosme corajosamente esteve a frente da Cinemateca do MAM-RJ.
Ver Opções Disponíveis

Trailers e vídeos

Trailer do filme Tudo Por Amor ao Cinema

Trailer: Tudo Por Amor ao Cinema

Uma cinebiografia de Cosme Alves Netto. Ele fez dos filmes a história da sua vida!Tudo Por Amor Ao Cinema é uma cinebiografia de Cosme Alves Netto (1937-1996), e integra a trilogia sobre o cinema brasileiro que o cineasta Aurélio Michiles vem realizando desde Que Viva Glauber! (1991) - filme este que foi seguido por O Cineasta da Selva (1997), onde vida e obra de Silvino Santos (1886-1970), um dos pioneiros do cinema mundial, foram reveladas. No filme trazemos a público o legado de um dos personagens mais importantes do cinema nacional, hoje desconhecido. Em 1965, Cosme assumiu a curadoria da Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, onde esteve por mais de duas décadas; quando fez dessa instituição não apenas um lugar onde os filmes eram guardados, e sim, um espaço de livre manifestação e guarda clandestina de filmes perseguidos pela ditadura - que, coincidentemente ou não, durou o período (1964-1985) em que Cosme corajosamente esteve a frente da Cinemateca do MAM-RJ.
Trailer do filme Tudo Por Amor ao Cinema

Trailer: Tudo Por Amor ao Cinema

Uma cinebiografia de Cosme Alves Netto. Ele fez dos filmes a história da sua vida!Tudo Por Amor Ao Cinema é uma cinebiografia de Cosme Alves Netto (1937-1996), e integra a trilogia sobre o cinema brasileiro que o cineasta Aurélio Michiles vem realizando desde Que Viva Glauber! (1991) - filme este que foi seguido por O Cineasta da Selva (1997), onde vida e obra de Silvino Santos (1886-1970), um dos pioneiros do cinema mundial, foram reveladas. No filme trazemos a público o legado de um dos personagens mais importantes do cinema nacional, hoje desconhecido. Em 1965, Cosme assumiu a curadoria da Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, onde esteve por mais de duas décadas; quando fez dessa instituição não apenas um lugar onde os filmes eram guardados, e sim, um espaço de livre manifestação e guarda clandestina de filmes perseguidos pela ditadura - que, coincidentemente ou não, durou o período (1964-1985) em que Cosme corajosamente esteve a frente da Cinemateca do MAM-RJ.
Trailer do filme Tudo Por Amor ao Cinema

Trailer: Tudo Por Amor ao Cinema

Uma cinebiografia de Cosme Alves Netto. Ele fez dos filmes a história da sua vida!Tudo Por Amor Ao Cinema é uma cinebiografia de Cosme Alves Netto (1937-1996), e integra a trilogia sobre o cinema brasileiro que o cineasta Aurélio Michiles vem realizando desde Que Viva Glauber! (1991) - filme este que foi seguido por O Cineasta da Selva (1997), onde vida e obra de Silvino Santos (1886-1970), um dos pioneiros do cinema mundial, foram reveladas. No filme trazemos a público o legado de um dos personagens mais importantes do cinema nacional, hoje desconhecido. Em 1965, Cosme assumiu a curadoria da Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, onde esteve por mais de duas décadas; quando fez dessa instituição não apenas um lugar onde os filmes eram guardados, e sim, um espaço de livre manifestação e guarda clandestina de filmes perseguidos pela ditadura - que, coincidentemente ou não, durou o período (1964-1985) em que Cosme corajosamente esteve a frente da Cinemateca do MAM-RJ.
Trailer do filme Tudo Por Amor ao Cinema

Trailer: Tudo Por Amor ao Cinema

Uma cinebiografia de Cosme Alves Netto. Ele fez dos filmes a história da sua vida!Tudo Por Amor Ao Cinema é uma cinebiografia de Cosme Alves Netto (1937-1996), e integra a trilogia sobre o cinema brasileiro que o cineasta Aurélio Michiles vem realizando desde Que Viva Glauber! (1991) - filme este que foi seguido por O Cineasta da Selva (1997), onde vida e obra de Silvino Santos (1886-1970), um dos pioneiros do cinema mundial, foram reveladas. No filme trazemos a público o legado de um dos personagens mais importantes do cinema nacional, hoje desconhecido. Em 1965, Cosme assumiu a curadoria da Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, onde esteve por mais de duas décadas; quando fez dessa instituição não apenas um lugar onde os filmes eram guardados, e sim, um espaço de livre manifestação e guarda clandestina de filmes perseguidos pela ditadura - que, coincidentemente ou não, durou o período (1964-1985) em que Cosme corajosamente esteve a frente da Cinemateca do MAM-RJ.
Trailer do filme Tudo Por Amor ao Cinema

Trailer: Tudo Por Amor ao Cinema

Uma cinebiografia de Cosme Alves Netto. Ele fez dos filmes a história da sua vida!Tudo Por Amor Ao Cinema é uma cinebiografia de Cosme Alves Netto (1937-1996), e integra a trilogia sobre o cinema brasileiro que o cineasta Aurélio Michiles vem realizando desde Que Viva Glauber! (1991) - filme este que foi seguido por O Cineasta da Selva (1997), onde vida e obra de Silvino Santos (1886-1970), um dos pioneiros do cinema mundial, foram reveladas. No filme trazemos a público o legado de um dos personagens mais importantes do cinema nacional, hoje desconhecido. Em 1965, Cosme assumiu a curadoria da Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, onde esteve por mais de duas décadas; quando fez dessa instituição não apenas um lugar onde os filmes eram guardados, e sim, um espaço de livre manifestação e guarda clandestina de filmes perseguidos pela ditadura - que, coincidentemente ou não, durou o período (1964-1985) em que Cosme corajosamente esteve a frente da Cinemateca do MAM-RJ.
Trailer do filme Tudo Por Amor ao Cinema

Trailer: Tudo Por Amor ao Cinema

Uma cinebiografia de Cosme Alves Netto. Ele fez dos filmes a história da sua vida!Tudo Por Amor Ao Cinema é uma cinebiografia de Cosme Alves Netto (1937-1996), e integra a trilogia sobre o cinema brasileiro que o cineasta Aurélio Michiles vem realizando desde Que Viva Glauber! (1991) - filme este que foi seguido por O Cineasta da Selva (1997), onde vida e obra de Silvino Santos (1886-1970), um dos pioneiros do cinema mundial, foram reveladas. No filme trazemos a público o legado de um dos personagens mais importantes do cinema nacional, hoje desconhecido. Em 1965, Cosme assumiu a curadoria da Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, onde esteve por mais de duas décadas; quando fez dessa instituição não apenas um lugar onde os filmes eram guardados, e sim, um espaço de livre manifestação e guarda clandestina de filmes perseguidos pela ditadura - que, coincidentemente ou não, durou o período (1964-1985) em que Cosme corajosamente esteve a frente da Cinemateca do MAM-RJ.

Posters e imagens

Poster do filme Tudo Por Amor ao CinemaPoster do filme Tudo Por Amor ao CinemaPoster do filme Tudo Por Amor ao CinemaPoster do filme Tudo Por Amor ao CinemaPoster do filme Tudo Por Amor ao CinemaPoster do filme Tudo Por Amor ao Cinema

Assistir Online


Download/Baixar


© 2016-2017 - Filmes: 38420 - Gêneros: 39 - Diretores: 17922 - Atores: 209236
Sugerir filme - Sugerir site - Contato - Termos - Sobre
Contador